Review-God-of-War---Thumbnail

Após cinco anos desde o lançamento do último jogo, God of War: Ascension, e de oito anos do último capítulo da estória principal, God of War 3, chega aos donos de Playstation 4, God of War, com grandes mudanças e com a continuação da épica estória de Kratos no universo da mitologia Nórdica.

Nota: Não iremos comentar muito sobre a história, pois é perceptível que todos os jogadores devem ter a experiência de acompanhar esta jornada e sentir cada nuance de sentimentos que este jogo oferece. Tudo o que for falado é somente relativo ao que foi divulgado pela desenvolvedora em seus materiais de divulgação.

Depois de completar sua vingança contra os deuses Olimpianos, Kratos parte da Grécia para um exílio em terras desconhecidas, tentando ao máximo manter o seu anonimato e viver de forma pacífica, para refletir sobre suas ações e buscando uma forma de se redimir. Muito tempo se passa e Kratos conhece uma mulher chamada Faye, juntos começam uma família, esta união futuramente aumentaria com a presença de Atreus, filho do casal. Por conta das muitas experiências de seu passado sombrio e atormentado, Kratos se torna ausente do convívio familiar. Porém um acontecimento irá mudar a vida de todos, Faye morre, e com isso o dever de cuidar de seu filho e o compromisso de cumprir um desejo especial é delegado a ele e a Atreus. Nos seus últimos momentos Faye pede para que as suas cinzas sejam jogadas da montanha mais alta de todo o reino. Assim os dois partem em uma jornada pessoal de luto e descobrimento, onde ambos terão que superar traumas e fortalecer laços entre pai e filho.

O Estúdio Santa Mônica percebeu, após uma recepção mista de God of War: Ascension, que uma mudança deveria acontecer, e este pensamento foi potencializado após o lançamento do aclamado The Last of Us (Naughty Dog, PS3 e PS4). O diretor Cory Barlog afirmou que vários conceitos foram feitos e ideias foram descartadas, porém o foco principal era evoluir e dar profundidade ao personagem Kratos, vários intercâmbios entre estúdios foram chave durante a fase de desenvolvimento. Umas das mais importantes visitas foram as feitas aos estúdios Guerilla Games, criadora de Horizon Zero Dawn, e Naughty Dog que acabara de lançar Uncharted 4: A Thief’s End, sendo essas inspirações fundamentais para pavimentar as mudanças aplicadas na franquia.

A principal de todas elas foram aplicadas no gênero do jogo, antes, God of War pertencia ao gênero Hack ‘n Slash, onde a mecânica principal era baseada em combos e combate frenético como em Devil May Cry. O estúdio, porém, optou que neste novo capítulo da franquia o gênero de Ação e Aventura em terceira pessoa com visão Over the Shoulder (como em The Last of Us, Resident Evil 4) seria o ideal, esta mudança favoreceu a necessidade narrativa do jogo de ser mais pessoal e intimista e a partir dela todo o sistema de jogabilidade foi modificado.

Novo sistema de combate

Kratos tem em seu arsenal não mais as famosas Lâminas do Caos, mas o machado rúnico Leviatã e o escudo retrátil que está anexado ao seu braço esquerdo, que possibilitam combates de curta e longa distância. Em curta distância, Kratos têm a opção de ataques leves (R1) e fortes (R2), podendo eles serem desferidos com as mãos caso esteja desarmado e com o machado, caso equipado. Com o machado, Kratos tem a opção de combater a curta e longa distância, onde ele poderá arremessar seu machado em inimigos e ao toque de um botão chamará o machado de volta, assim, podendo continuar a dispará-lo ou lutar em uma distância mais próxima. Kratos também é munido de habilidades rúnicas que são obtidas ao matar certos oponentes e ao abrir baús lendários, estas habilidades são customizáveis, podendo somente ter duas equipadas (detalhes sobre esse sistema mais à frente). Continuando no aspecto ofensivo de combate, Kratos têm a ajuda de seu filho, Atreus, dando suporte à longa e curta distância com seu arco e flecha, podendo batalhar automaticamente ou atacar ao pedido do jogador, dentre os padrões de ataque de Atreus estão as possibilidades de atirar flechas, agarrar oponentes, ataques corpo-a-corpo para derrubar ou atordoar inimigos, atirar flechas ao seu comando através do botão quadrado e assim chamar a atenção de inimigos, possibilitando ao jogador a enfrentar um inimigo isoladamente ou focar o ataque em uma unidade específica, além de poder invocar familiares (lobos, corvos e etc.) através de runas para auxiliar no combate. Outro detalhe que foi adicionado é referente às brutais finalizações conhecidas da franquia é que anteriormente o comando era liberado pouco antes da morte de um inimigo, agora, todos os inimigos apresentam uma barra de atordoamento que é preenchida de acordo com o acumulo de dano, ao completar a barra a opção de finalização é liberada e Kratos executa o inimigo. Um detalhe importante sobre o acumulo de dano atordoante é que ataques desarmados ou com o escudo tem maior valor de dano atordoador, este fator encoraja o jogador a modificar seus combos e buscar a máxima eficiência em combate.

Já no departamento defensivo, Kratos pode usar seu escudo para defender (L1) e caso defenda no momento exato do golpe, Kratos apara-o, o dano é anulado, o tempo desacelera e a movimento de seu inimigo é cancelado e a oportunidade de contra-atacar é cedida ao jogador, porém nem todos os ataques podem ser bloqueados e aparados, quatro tipos de ataque: ataque normal, que pode ser defendido e aparado; ataques do tipo projétil, que podem ser defendidos e redirecionados mais tarde a partir de aprimoramentos nas habilidades; ataques pesados, antes da execução do ataque um brilho amarelo aparece para alertar o jogador, estes ataques podem ser defendidos, mas abrem a guarda de Kratos, deixando-o vulnerável a ataques subsequentes, porém podem ser aparados, abrindo uma janela para um contra-ataque; e por último os ataques indefensáveis que têm como a cor de aviso a vermelha, estes ataques  não podem ser defendidos, mas podem ser aparados, porém a saída mais segura é a esquiva.

Tipos de ataque

God of War_20180506172248

Por conta da mudança do posicionamento da câmera, um novo sistema de detecção de inimigos foi feito ao redor de Kratos, durante o combate, marcadores de posição aparecerão, podendo eles assumirem três cores: amarelo, que informa a posição dos inimigos que estão vindo em sua direção; vermelho, que significa um ataque iminente; e purpura, que indica um ataque de projétil iminente. Para auxiliar com essa administração do posicionamento de inimigos e melhorar a movimentação em combate um botão foi delegado com a função de giro total (direcional para baixo), quando acionado faz com que Kratos gire 180° graus em seu eixo, para assim ter uma rápida mudança de câmera, caso existam inimigos em sua retaguarda.

E uma trava de mira que pode ser acionada usando o botão R3, esta foca a câmera em um oponente específico, caso o jogador deseje mudar o alvo ele pode utilizar o analógico direito para realiza-la, mecânica bem conhecida na franquia Souls.

Trava de câmera

God of War_20180506172327

Detecção de inimigos

God of War_20180506172312

 

Sistema de Melhoria de Status e Equipamentos

Não só de machados e escudos vive um homem e principalmente um deus! Kratos agora tem acesso a um arsenal de armaduras, acessórios, runas e talismãs durante a sua jornada, assim tornando batalhas que seriam impossíveis possíveis. Espalhados pelo mapa estão várias lojas onde o jogador poderá forjar vários equipamentos e itens para Kratos e Atreus, dentre eles estão: armaduras para peitoral, braçadeiras, cinturões, talismãs, encantamento, empunhaduras para o Leviatã, itens de cura e etc…

Loja

god+of+war+broak+shop+psnsoostop[1]

Estes equipamentos são forjados usando os itens que o jogador recolhe durante suas explorações, missões secundárias e derrotando certos inimigos, e influenciam os status de Kratos, sendo eles: Força, que influencia no dano infligido por todos os ataques normais; Rúnico, que aumenta o dano de ataques rúnicos e ataques elementais; Defesa, que ajuda a reduzir o dano recebido; Vitalidade, aumenta a quantidade de vida e reduz as reações de recuo após receber um ataque inimigo; Sorte, aumenta a chance da ativação de encantamentos, aumenta a quantidade de experiência recebida e aumenta a quantidade de dinheiro recebido; e por último, mas não menos importante, Recarga, reduz o tempo de recarga de ataques rúnicos, invocações rúnicas e uso de talismãs.

Você provavelmente está se perguntando: “O atributo de sorte aumenta o ganho de experiência e dinheiro? Que experiência é essa? Ele deve estar falando dos orbes vermelhos. ”, neste novo capítulo orbes foram substituídos por experiência devido ao novo sistema de melhorias de habilidades e equipamento.

O protagonista tem um nível base baseados na soma de seus atributos, por exemplo, Kratos começa com o nível 1, para poder chegar ao nível dois, em tese, ele teria que acumular experiência o suficiente para alcançar o seu objetivo, porém a abordagem é outra, o seu nível é determinado por o quão bem equipado você está e não só Kratos tem níveis, como também seus inimigos, estes são definidos pelo numerador que aparece ao lado de suas barras de vida e pela cor delas, estas presentes nas cores: azul, verde, amarelo, vermelho e roxa.

Com o passar de várias batalhas o jogador acumula experiência que é usada para habilitar novas habilidades, possibilitando uma maior variação no combate. Três árvores de habilidades estão disponíveis, duas para Kratos e uma para Atreus, as abas do espartano são divididas em três partes, a primeira aba é totalmente voltada para o machado Leviatã com subdivisões para o combate corpo-a-corpo e à distância, a segunda aba é voltada para o escudo guardião e aos ataques de fúria. A aba de Atreus é voltada para o uso do arco e flecha, aumento de danos e frequência de disparos.

Arvore de habilidades

God of War_20180506171236

A customização do jogo não para por aí, além de poder fabricar e melhorar equipamentos, aprender novas habilidades, há também o sistema de encantamento de equipamentos, onde o jogador pode acoplar, aos equipamentos que dão suporte, encantamentos que adicionando bônus de atributos que favorecem diferentes tipos de builds que se ajustam aos diferentes tipos de abordagem que o jogador escolher.

Encantamentos em equipamentos

God of War_20180506172532

Diferente dos encantamentos para armaduras e talismãs, o Leviatã tem uma variação, as Runas, estas dão novas habilidades que podem ser usadas em combate, mas existem um tempo de recarga para cada uso, elas são divididas entre leves e pesadas e podem variar no tempo de recarga, mas comumente as runas leves tem em média um tempo de recarga menor se comparadas as pesadas. Estas habilidades variam em três tipos de atributos ofensivos, dano, gelo e atordoamento, que favorecem as builds e diferentes estilos de abordagem.

Runas ofensivas para Leviatã

God of War_20180506171153

 

Universo e conteúdo

Saindo do universo e mitologia grega, Kratos parte para terras nórdicas e encontra um mundo cruel, com deuses egoístas, traições constantes, magia negra e uma nova cultura. Estes mitos adaptados com maestria pelo Estúdio Santa Mônica, envolve o jogador em uma redoma mística e passa toda a atmosfera através da direção de arte e a experiência é completada pela trilha sonora que leva o jogador para os mais variados espectros emocionais de uma forma nunca vista antes na franquia.

Em primeiro lugar o Lore criado para o jogo e a forma de como ele consegue passar todos os mitos, contos e acontecimentos são das mais variadas formas. Kratos é o jogador neste momento, pois não conhece esse mundo, não sabe sua língua, não tem nenhum conhecimento sobre quem são os deuses e como eles trabalham. A presença de Atreus é necessária pois ele é quem nos passa a informação, pois além de compreender os mitos, pois fora ensinado por sua mãe, ele é capaz de traduzir as diversas runas, pergaminhos e painéis localizados pelo mundo.

A direção de arte é algo incrível, por vários momentos é natural parar de jogar e somente apreciar as paisagens, os detalhes nas pinturas, nas armas, armaduras e templos. E a variedade de cenários é abismal, pois existem vários reinos e cada um deles tem suas características especificas e únicas, trazendo à tona também o design de inimigos e personagens que muda de acordo com as ambientações.

God of War é conhecido pelos seus corais fortes e impactantes, por uma trilha instrumental profunda e enérgica, com temas heroicos e épicos. Aqui temos uma trilha diferenciada, percebemos pelas tônicas musicais que esta é uma história melancólica, luto é presente, porém existe lapsos de esperança e é claro as marcantes trilhas épicas, tornando toda a estrutura do jogo harmônica e coesa e melhorando a experiência do jogador.

Algo que chama a atenção no novo título é a variedade de tarefas e conteúdo adicional à campanha principal, várias missões secundárias recheiam o mundo de God of War, desde favores, caça ao tesouro, liberações de reinos, entre outros mais (para não dar spoilers), mas não pense que por conta da nova gama de conteúdo adicionado que irá faltar desafios. Espalhados por todos os cantos estão desafios que prometem levar qualquer veterano da franquia a ponta de suas cadeiras.

Conclusão

Com a maior campanha da franquia e trazendo uma mudança radical em seu gênero, transformando um personagem quase unidimensional a um nível totalmente diferente, onde podemos acompanhar uma relação em evolução entre pai e filho, percebendo os reais sentimentos de cada um e como eles os transmitem através desta jornada, o Estúdio Santa Mônica cria um jogo para ser lembrado durante muitos anos, não só como um ótimo jogo com novas mecânicas e um universo bem construído, mas com uma história que serve para muitos entrarem, sentirem, participarem e gravarem em suas memórias. Joguem e não deem spoilers para ninguém, todos merecem viver esta experiência da forma pensada.

 

Plataforma Utilizada:  PS4

Plataforma(s) Disponível(is): PS4

Encontre o jogo deste review e outras novidades clicando na imagem!

logowix