Streets of Rage completa 30 anos e compositor Yuzo Koshiro esclarece dúvida antiga dos fãs.

Streets of Rage completa 30 anos e compositor Yuzo Koshiro esclarece dúvida antiga dos fãs.

agosto 3, 2021 0 Por Othon Norões

Foto: Sega 

Streets of Rage, uma das melhores e mais clássicas franquias da Sega, está criando 30 anos hoje, já que o primeiro jogo dela foi lançado para Mega Drive em 2 de agosto de 1991 no Japão.

Yuzo Koshiro, intérprete da série e de outros jogos da Sega, aproveitou a altura para esclarecer de uma vez por todas uma dúvida dos fãs: o nome do golpe de Axel é Ground Upper ou Grand Upper?

Eu vejo muitas pessoas na internet escrevendo Grand Upper,” disse Koshiro em um vídeo no Twitter. “Isso está incorreto. Ground Upper está correto, sabe o que quero dizer? Normalmente, as costas da mão de Axel tocam o solo quando ele acerta um uppercut, portanto, o chamei de Ground Upper.”

Streets of Rage foi um dos jogos de maior sucesso da Sega durante a criação do Mega Drive, tendo recebido duas sequências naquela época.

Em direção a trilha sonora de Yuzo Koshiro, presente nos três jogos, é largamente conhecida uma das melhores já feitas para o console 16-bits.

Demorou 25 anos, mas os fãs finalmente aproveitaram mais um jogo na franquia com o lançamento de Streets of Rage 4 pelas mãos da DotEmu, Guard Crush Games e Lizardcube, que fizeram um trabalho excelente em todos os aspectos, mostrando que o gênero beat’em up (briga de rua) continua firme e forte.

Sobre entanto, antes da chegada de Streets of Rage 4, houve várias projetos de trazer a série de volta, mas que acabaram não dando certo devido a muitas razões.

Em direção a primeira dela foi do estúdio Core Design, que acabou criando uma suposta desentendimento com a Sega sobre os direitos de distribuição, e o jogo acabou ficando renomeado para Fighting Force.

Com destino a outra foi uma experiência de trazer a série para o Dreamcast, e a última foi um conceito criado pelo estúdio Ruffian Games (Crackdown 2) e que vazou na internet em 2012.

Os quais três possuíam em comum o fato de que eram jogos 3D, enquanto que Streets of Rage 4 foi feito com base no design 2D tradicional, decisão muito estabelecida, diga-se de passagem. Recentemente o jogo recebeu o DLC “O Pesadelo de Mr. X”, que traz três novos personagens jogáveis, golpes personalizado, um modo de sobrevivência e mudanças no ajuntamento.