O Vocabulário no Mundo dos Jogos Eletrônicos

O Vocabulário no Mundo dos Jogos Eletrônicos

maio 23, 2021 0 Por Sergio Henrique

Se você curte jogos competitivos online, você definitivamente já se deparou numa situação no VoIP(Chat de voz) de alguém dando algum comando e não sabendo do que se tratava. Por exemplo, no Counter-Strike, um aliado diz”O inimigo está MIA próximo do Escuro-Baixo (Um apelido para uma região de um mapa)”. Ou então, lendo tweets de um jogador profissional, leu “Praticamos uma SCRIM contra um time Europeu” Para alguém que já está familiarizado com o jogo e os seus jargões, pode parecer algo extremamente objetivo, enquanto para outras, é o equivalente a nada, por não saber do que se trata. Pensando nessas situações que podem causar certas desvantagens nas partidas e na Internet do mundo competitivo, a UCEG pensou em uma forma de ajudar a Aprimorar o seu vocabulário nos E-Sports!

OBS Muitas dessas gírias são de palavras que vem de fora do Brasil, se popularizando nas comunidades internacionais. Vamos lá!

TERMOS MAIS FREQUENTES NA COMUNIDADE DOS E-SPORTS:
AFK: “Away From Keyboard(Longe do teclado)” É usado para dizer que alguém está ausente no jogo.

APM: “Ações Por Minuto”. Quando alguém tem APM alto, significa que essa pessoa fez diversas coisas em pouquíssimo tempo! esse termo é muito usado em jogos de estratégia, como StarCraft 2.

Em jogos de estratégia, o APM alto indica que o jogador consegue ser multitarefas em vários sentidos, tornando uma vitória mais fácil de conquistar. Fonte:Gamelogia




MIA: “Missing in Action(Desaparecido)”. É quando algum inimigo está desaparecido no jogo. O termo possui origens militares. Legal, né?

SCRIM: Treino entre equipes de jogadores profissionais, sem pontuações ou colocações oficiais.

O Jogador BrTT reclama das equipes profissionais de outras regiões não quererem marcar treinos. Fonte: @maisesportsbr no Twitter.

BAN: Banimentos. Geralmente, em jogos como League of Legends ou Counter-Strike, os jogadores podem impedir que certos personagens ou mapas estejam disponíveis nas partidas. Escolhendo, então, os seus banimentos com sabedoria para um jogo mais favorável.

BUFF: Em diversos jogos, sejam online ou offline, usam o termo buff são o sinônimo de vantagens no jogo. Por exemplo, uma vantagem de força em World of Warcraft é chamado de Buff de força, assim como a sua contraparte, a de desvantagens, pode ser chamada de Debuff.

CALL: Tradução literal de “Chamada”. Geralmente, quando estamos jogando algum MMORPG ou um FPS em grupo, alguma pessoa pode coordenar a hora de iniciarmos os nossos avanços. Esses momentos coordenados são chamados de Calls, e podem tanto dar certo quanto errado. Sendo quando der errado, um caso de Bad-Call.

CARRY: Carry é o sinônimo de Carregar. Nesse caso, quando a equipe não está em boas condições e tem um jogador forte que consegue coordenar e virar o jogo para a equipe aliada, ele pode ser considerado como Carry do time, ou, aquele que carregou o time nas costas.

Um Carry no sentido literal da palavra. Fonte: Comunidade Steam.

EARLY GAME: Os primeiros minutos de um jogo são sempre muito importantes. Sejam os rounds das pistolas dos FPS ou dos MOBAS(Arenas de Batalha Multi-Jogador, caso de League of Legends e DotA 2) Eles podem definir o rumo de um jogo. Por isso, ele recebe essa nomenclatura diferenciada.

FPS:Essa sigla pode ter dois significados: O gênero FPS(Jogos de tiro em primeira pessoa), ou o que vamos falar aqui, que significa “Frames por Segundo”. Quando alguém fala algo sobre o FPS, como “Meu FPS está baixo!” é para você saber que a máquina da pessoa não está conseguindo ter a melhor performance, e que seria bom você tentar ajudá-la, se possível.

MS:É uma sigla para tempo de resposta (do seu computador para o servidor do jogo). Geralmente ele é o que indica que a pessoa está com LAG(Tempo de resposta maior do que o que deveria ser, interferindo na experiência com o jogo.

O lag explicado em uma imagem. Basicamente, os Milissegundos altos acabam afetando a possível performance do usuário no jogo, o deixando frustrado. Fonte: Gizmodo Brasil.




FEEDER: Se o Carry é aquele que carrega um jogo nas costas, um Feeder é aquele que traz a desvantagem. Feed traduzido para o português significa “Alimentar”, ou seja, dar recursos para a equipe adversária. No caso, se matando várias vezes.

CASTER: Apresentador de um programa de E-Sports. Por exemplo, o Tixinha é o apresentador do programa de E-Sports do jogo VALORANT, Schaeppi é de League of Legends, e Sérgio, o Caster do QOC E-Sports da UCEG!

●SKILL:
Em tradução literal, significa Habilidade. Em jogos como League of Legends e Dota, as Skills sempre se referem aos personagens do jogo, que apresentam características únicas que ajudam na hora das batalhas. Porém, nos jogos que não tem habilidades para os personagens, se refere exclusivamente as habilidades dos jogadores, como por exemplo, no Counter-Strike.

●TF/TEAM FIGHT:
Luta de equipe. São aqueles momentos emocionantes que englobam diversos integrantes das equipes envolvidas no jogo. Elas geralmente são surpresa, e acabam por muitas vezes, definindo a vitória ou a virada do jogo quando bem feita.

●NOOB: O Novato ou o sem habilidade, o noob é aquela pessoa que não conseguiu aprender ou aplicar no jogos boas técnicas e mecânicas. a contraparte de um Noob, ou seja, um experiente, é um Pro

●GG: Sigla para “Good Game(Bom jogo)”. Geralmente, ela vem acompanhada de outras siglas, como WP “Well played(Bem Jogado)”, ou então, quando você não alcança a vitória ou falha em algum objetivo, alguém pode utilizar NT “Nice Try(Boa Tentativa)”.

Campanha da Riot Games para melhorar o espírito esportivo do League, que passava por sérios problemas de toxicidade. Fonte:Riot Games.



Gostou da matéria? Continue acompanhando os perfis e o site da UCEG para mais novidades e dicas no meio dos E-Sports!