vempramesa

Olá! Voltamos para a mesa de jogos. Hoje, iremos prosseguir com as matérias que estão apresentando os vários tipos de board game, abordando as suas peculiaridades e que esses pormenores são fundamentais para que você entenda qual perfil de jogo mais combina com você, e como eles se encaixam, ou não, na sua mesa de jogatina.

Nessa matéria vamos abordar dois tipos de board que são diferentes tanto no quesito estratégia, quanto na interação social quando comparamos com os jogos da coluna passada (Party e Ameritrash). Contudo, são estilos de jogos que acompanham a diversão humana pelos séculos e um deles foi o grande responsável pelo renascimento dos jogos de mesa no mercado contemporâneo, principalmente deste lado do Atlântico.

Sem mais delongas, vamos embarcar na História e conhecer um pouco mais dos jogos que atraem os jogadores mais hardcore desse universo. Pode ser que nessa viagem você descubra que é um amante nato dos Euro e War Games.

Euro Game

É uma tarefa árdua falar desse gênero, pois ele é ligado a uma história rica e carregado de significados para a indústria dos boards e principalmente para povo alemão. Os jogos de tabuleiro sempre tiveram raízes profundas na cultura do “povo alemão,” e isso bem antes da unificação da Alemanha por meados do século XIX. Esses jogos faziam parte dos momentos de lazer das famílias daquela região, o que manteve o mercado sempre aquecido e em constante inovação.

A indústria alemã continuou muito forte no século XX, mas sofreu grandes transformações até chegar nesse gênero que temos acesso hoje. Uma das grandes influências foi a Segunda Guerra Mundial. Isso mesmo, as imposições político-econômicas do pós-guerra influenciaram até nas mecânicas desse

gênero, minimizando as oportunidades de conflitos bélicos entre os membros da sua mesa, um ponto que é característico desse tipo de board game.

Na década de 90, os jogos alemães, foram responsáveis pelo “ressurgimento” dos jogos de tabuleiro no mercado americano. Não que eles tenham sumido, mas perderam considerável força e espaço na sociedade norte-americana com o boom dos arcades e consoles domésticos durante a década de 80 e 90.

O famoso, Colonizadores de Catan (Die Siedler von Catan), do designer Klaus Teuber, foi o primeiro a influenciar e despertar o interesse dos jogadores, das editoras e dos produtores americanos, e isso devido a suas mecânicas diferenciadas e temas que eram inovadores, o que se refletiu no mercado brasileiro mais tarde.

Os pontos que caracterizam um Euro são os seguintes:

  •  Foco maior na mecânica e traz regras mais complexas;
  • Mantém todos os participantes até a última rodada;
  • Fator sorte minimizado ao máximo ou inexistente;
  • Interação entre os jogadores é menor no que tange ao ato de atacar o colega.

Com mecânicas instigantes, que escavam e traz a tona o espírito estrategista que habita a sua alma, e com sacadas diferenciadas, é muito difícil encontrar alguém que não tenha jogado e gostado de pelo menos um título desse gênero. Por serem mais complexos e requerer mais tempo, os Euro são ótimos para serem jogados em uma mesa compromissada e serem vistos como os “pratos principais” em um sábado à tarde de pura jogatina.

74368_original

Se você ainda não conhece, ou não jogou esse gênero, é importante que o visite e conheça um pouco dos jogos que contribuíram para o fortalecimento do Hobby. Entre os jogos que estão nessa classe indicamos: Colonizadores de Catan (Catan), Puerto Rico, Caverna, Carcassonne, Pandemic, Terra Mystica (esse é mais pesadinho).

War Game

Os jogos de tabuleiro desse gênero são uma herança dos conflitos militares. Segundo relatos, já na Guerra Franco-Prussiana foram utilizados jogos “ancestrais,” muito parecidos com os atuais, para serem instrumentos que facilitariam o treinamento dos oficiais da Prússia – império que se anexou com outras regiões e formou a Alemanha, olha ela aqui novamente. Contudo, vale ressaltar que jogos com essa pegada, com traços de estratégia militar real, já era algo comum entre eles, mas somente no fim do século XIX que os civis resolveram criar clubes – a Inglaterra foi um dos primeiros a ter um clube em Oxford – para apreciar partidas sobre batalhas históricas.

Contudo, foi somente em meados do século XX que ele começou a ser acessível e por consequente popularizado na sociedade comum com a criação e publicação dos jogos da Avalon Hill após a Segunda Grande Guerra.

Abaixo os pontos que estão presentes nos War Games:

  • Temática: Conflito militar (histórico ou em um mundo ficcional);
  • Simulação (escalas, miniaturas, elementos para gerenciamento);
  • Conflito direto entre os membros da mesa com eliminações;
  • Existência do fator Sorte (rolagem de dados ou puxar cartas).

O público que curte jogos com essa temática e mecânica é bem mais restrito, até pelo fato de existirem menos publicações e por serem mais caros em relação aos outros gêneros (Party, Ameritrash, Euro, Híbridos, etc.). Ainda assim são jogos que irão agradar pessoas que curtem História, levando você a revisitar batalhas clássicas, e agradará aquele que tem vontade de conquistar e subjugar os coleguinhas. Contudo, esses jogos podem ser extremamente longos, o que vai depender da sua mesa e do título que irá jogar, pois existem partidas que podem durar mais de 1 dia seguindo.

Agora vamos às indicações para esse gênero: Axis & Allies, Napoleon’s Triumph, World in Flames, Warhammer (qualquer um dos zilhões).

41barbarossa1

P.S.: Não coloquei o War, pois já é muito conhecido e o jogo é considerado por alguns como Ameritrash.

Encerramos aqui essa Saga dos Tipos de Board Game, pelo menos com os principais. Comentem se esquecemos de algo e o que você gostaria de ver sendo publicado aqui na Vem Pra Mesa. Até a próxima.

Não se esqueça de comparecer ao 2º Vem pra Mesa!


10475987_683193168440829_4773414716135340235_o

Lucas Silva
Formado em História, leitor de ficção e cara dos bastidores
‘Saber que nossas crenças são incertas é a unica maneira de viver bem’