6-minutos-de-sonic-mania-com-sonic-tales-e-knuckles_j4yc[1]

 

Sonic é um caso a ser estudado. Não só pela indústria dos videogames, mas pelas companhias de forma geral. O motivo? Bem, o principal produto da gigante Sega, tornou-se, ao longo dos últimos 15 anos, em um reles coadjuvante em um mercado onde foi protagonista junto com o Mario da Nintendo, isso nos anos de 1990.

Desde a saída da Sega do mercado de consoles, do qual participou até o final da vida do Dreamcast, os jogos do ouriço supersônico passaram a ser desenvolvidos sem o mesmo cuidado de antes. Apesar de alguns jogos relativamente interessantes nos últimos anos, como Sonic Generations e Sonic All Stars Racing, o público em geral se lembra mais da mediocridade em que a série se meteu, como no caso dos desastres, como Sonic 2006, Sonic and the Black Knight e Sonic 4.

E, ao longo dos anos últimos anos, a cada novo anúncio de um novo jogo da franquia as esperanças do público se renovam, mas, em geral só se recebiam decepções.

Possivelmente por conta desses sucessivos problemas a Sega resolveu partir para uma nova abordagem, tentando resgatar o seu mascote, devolvendo-o ao panteão dos grandes personagens dos games. Uma verdadeira tentativa de volta às origens.

Assim, a Sega deixou o novo jogo a cargo do diretor Christian Whitehead e dos estúdios PagodaWest Games e da Headcannon (a Tantalus Media ficou responsável exclusivamente pelo port para o Nintendo Switch), que não tiveram pudor em beber na fonte sagrada dessa franquia, resgatando os clássicos Sonic, Sonic 2, Sonic 3 e Sonic CD, e nos brindando este Sonic Mania, novo game lançado para PS4, Xbox One, Nintendo Switch e PC.

A menção aos jogos clássicos já surge desde o momento em que você seleciona o jogo no seu console. A tela rapidamente acende com fundo branco, letras azuis e o indefectível SEGAAAA, com o som que se ouvia no Mega Drive. Nostalgia pura. Nos mínimos detalhes. Inclusive com a opção de imagens para simular na sua TV moderna as imagens das TVs CRT (de Tubo), em dois modos de seleção: o Sharp e o Soft, filtros mais forte e suave, respectivamente.

Destaque, ainda para a abertura animada. Espetacular! Vamos ao jogo!

GAMEPLAY e ENREDO

sonic-mania-01[1]

Sonic-Mania-Studiopolis[1]

Sonic Mania é um clássico side scrolling, uma aventura em 2D, onde se pode controlar tanto o Sonic quanto o Miles “Tails” Prower e Knuckes, tal como se fazia no antigo Mega Drive. Em alguns momentos assume layout 3D, como em fases bônus vindas diretas de Sonic CD.

Na história, Sonic enfrenta novamente o Dr. Robotinik (ou Dr. Eggman, como queira), logo após a história contada em Sonic 3. O jogo começa com uma bela animação com os sprites do jogo, com Sonic e Tails chegando no avião do Sonic, para investigar a Angel Island, que é protegida pelo Knuckles.

Os heróis são enviados para o passado, têm de revisitar antigos lugares conhecidos (sim Green Hill Zone já dá as caras logo na primeira fase. Chemical Plant Zone e outras tantas estão lá) na tentativa de salvar a ilha, dominada pelo Dr. Robotinik e seus robôs.

Várias das fases de Sonic 1, 2 e 3 foram reproduzidas neste Sonic Mania. Mas o mais interessante é que o antigo foi mesclado com estágios inéditos de forma muito natural, que permitem os jogadores revisitarem o que já conhecem a décadas e, ao mesmo tempo, se deleitar com novos ambientes.

Interessante também a forma de se utilizar os personagens. Sonic com sua famosa velocidade e seu dash, Tails com seu vôo e Knuckles com seu ataque forte se complementam durante o desenrolar do jogo.

SonicMania6[1]

Fase bônus de Sonic Mania

Ah, ia esquecendo: você pode jogar Sonic Mania de três formas diferentes. São elas: Mania Mode, que é o modo história, a base do jogo. O modo Time Attack, que é uma verdadeira corrida contra o tempo, e o Competition Mode, onde dois jogadores dividem a tela.

Outro aspecto extremamente bem trabalhado no jogo é a sua trilha sonora. Impecável.

CONCLUSÃO

maxresdefault[1]

 

Certamente Yuji Naka está feliz de ver sua criação máxima voltar a protagonizar um jogo extremamente relevante, nostálgica para os jogadores antigos, atraente para quem conhece pouco o Sonic, com visual 2D deslumbrante, colorido, rápido, que roda a 60FPS com primor e, acima de tudo, divertido. Muito divertido! Os desenvolvedores entregam uma ode a esta série, memorável e indispensável na gameteca de qualquer um. Um legítimo “feito por fãs, para fãs”

Agora é aguardar para que Sonic Forces, anunciado juntamente com Sonic Mania e previsto para novembro, manter o ritmo!

ASPECTOS POSITIVOS

  •  Gráficos 2D belíssimos, rodando a 60FPS, com cenários lindos
  •  Agrega o antigo ao novo com perfeição. Fases novas se unem às antigas de forma muito natural.
  •  Nível de dificuldade, apesar de não selecionável, é gradual, desafiador, mas sem ser frustrante
  •  Trilha sonora

ASPECTOS NEGATIVOS

  •  Modo Competition com tela dividida não fica bonito na tela

Plataforma Utilizada na Avaliação: PlayStation 4 Pro

Plataformas Disponíveis: PlayStation 4, Xbox ONE, Nintendo Switch e PC

Assista ao Unbox da Edição de Colecionador de Sonic Mania que o Quebrando o Controle preparou para você: