mhw

Monster Hunter: World saíra no começo de 2018 (Foto: Reprodução)

Nos jogos anteriores da franquia, os mapas eram segmentados e precisavam ser carregados por etapas a medida que se avançava no cenário. Em Monster Hunter: World, isso não irá mais acontecer. Será um mundo contínuo sem telas de loading. Conforme a Capcom disse, a sensação é de se estar em um mundo vivo sem fronteiras. Haverá ainda um ciclo ente o dia e a noite em tempo real.

Sobre o multiplayer, o universo do game terá o sistema de drop-in pela a primeira vez. Isto é: qualquer jogador poderá entrar em sua sessão. E assim como nos títulos anteriores, será possível montar um grupo antes de se aventurar em uma missão. A novidade fica por conta de caso você decida ir sozinho, poderá disparar um S.O.S durante a missão e chamar os amigos a qualquer momento para formarem ou integrarem sua equipe. O jogo terá suporte para até quatro jogadores e o servidor funciona de forma global, permitindo que você jogue com qualquer pessoa do mundo. É possível ainda jogar offline, mas você estará sozinho na empreitada. Haverá chat e gestos para interação de personagens.

Os 14 tipos de armas conhecidas da série estarão presentes, incluindo a Charge Blade e a Insect Glaive. Tonfas, no entanto, não estarão no jogo.

Monster-Hunter-World-PS4-Boxart

Possível capa de Monster Hunter: World para PlayStation 4 (Foto: Reprodução).

Além disso, existem novos itens de roupa chamados de “Mantles”. Alguns, por exemplo, permitem que o jogador fique em modo furtivo, já outros servirão para atrair a atenção dos monstros até você.

A essência da jogabilidade de Monster Hunter: World é a mesma da série original que os fãs estão familiarizados. Os desenvolvedores não irão remover nada, mas sim construir algo novo a partir das bases estabelecidas pelos títulos anteriores. Elementos básicos como a barra de HP, stamina e seleção de itens ainda estão todos lá. É possível também usar itens enquanto o personagem está em movimento. O combate subaquático e o “Modo Prowler” não estarão no jogo.

Os monstros possuem uma variedade de personalidades únicas, e o jogador poderá tirar vantagem disso. Todavia, a Inteligência Artificial foi devidamente aprimorada para que os monstros sejam mais “criativos” e imprevisíveis.

Monster Hunter: World não é um spin-off e está sendo desenvolvido pela a equipe principal da série.

O motor gráfico utilizado pelo jogo é o MT Framework – títulos de sucesso como Dragon’s Dogma, Resident Evil 5 e Marvel vs. Capcom 3 já foram contemplados pela a poderosa engine da empresa japonesa – e, segundo a Capcom, manterá 30 FPS em todas as plataformas.

Vale lembrar que no dia 20 de junho, no Japão, uma transmissão especial dedicada ao game irá acontecer. E caso você ainda não tenha visto o trailer de revelação na conferência da Sony durante a E3 2017 em Los Angeles, poderá conferir logo abaixo.

Algumas capturas de imagem:

Monster-Hunter-World_2017_06-13-17_002

Monster-Hunter-World_2017_06-13-17_004

Monster-Hunter-World_2017_06-13-17_009

Monster-Hunter-World_2017_06-13-17_005

Monster-Hunter-World_2017_06-13-17_008

Monster Hunter: World será lançado para PlayStation 4, Xbox One e também para PC no começo de 2018.

E aí, você está empolgado com o novo título da Capcom? Deixe sua opinião na sessão de comentários logo abaixo!

Fonte(s): Gematsu


Photo: Ícaro Araújo
Jornalista e gamer de coração.
“Nada é verdadeiro, tudo é permitido”