Olá galera, o Momento Retrô está de volta. Depois de ter feito um passeio pelos arcades mais famosos, vamos matar as saudades de alguns clássicos do começo da era dos consoles domésticos, que com certeza ganhou um espaço no coração de muita gente. Neste domingo, iremos relembrar da corajosa missão de Harry em busca de seus tesouros perdidos.

19558-pitfall-atari-2600-front-cover

 

Pitfall! é um jogo de plataforma onde seu protagonista, Harry, tem a missão de localizar de recuperar tesouros que estão perdidos em uma floresta labirinto, em um período de tempo de 20 minutos. O jogo começa te dando três vidas e 2000 pontos, que vão sendo esgotados a medida que o jogador recebe dano (exceto dos troncos). Durante todo o caminho, o jogador se depara com vários obstáculos como cascavéis, areia movediça, crocodilos, escorpiões, troncos, buracos e muito mais.

Harry pode pular, se pendurar nos cipós e descer escadas. Já o tesouro, inclui sacolas de dinheiro, barras de ouro, prata e anéis de diamante, que têm valores que variam entre 2000 à 5000 pontos, sendo oito tipos diferentes de tesouro e totalizando 32 peças espalhadas pelo jogo. O jogo acaba quando todo o tesouro for coletado ou quando as três vidas do jogador forem esgotadas.

2 13 4

Pitfall! foi criado por David Crane, um programador da Activision durante a década de 80. Segundo afirma Crane em entrevista, ele foi montando o jogo a partir de uma folha de papel, onde começou a desenhar o modelo com base nas perguntas que ele fazia a si mesmo (por onde o personagem vai correr e por que ele vai correr). Com dez minutos ele já tinha no papel todo o escopo do jogo, e após 1000 horas de programação, já estava completo. Ele usou técnicas inovadoras na época, para poder usar sprites multicoloridos e animados em um console primitivo, tendo um limite de 4Kb de espaço de armazenamento.

O jogo teve várias roms portadas para MSx, Commodore 64 e Atari 800. Consoles domésticos como ColecoVision e Intellivision também receberam uma versão do jogo. Com o embalo de Caçadores da Arca Perdida, a versão do Atari 2600 de Pitfall! foi o jogo mais vendido em 1982 e também no primeiro trimestre de 83.  

O jogo ganhou continuação pela Activision em 1984, com Pitfall II:Lost Caverns, lançado inicialmente para Atari 2600. O jogo também foi programado e criado por Crane e protagonizado por Harry, agora, em um mundo muito maior com rolagem vertical, rios e balões que quando capturados, flutuavam para outros locais. Por ser lançado após o Crash dos videogames de 1983, o jogo não teve tanta visibilidade quando o primeiro, e com o Atari 2600 já caindo no esquecimento, Pitfall II ainda ajudou a prolongar um pouco mais a vida útil do aparelho, sendo considerado um dos últimos jogos relevantes da plataforma.

5 6 7

Pitfal!l é popularmente visto como um jogo de plataforma de rolagem lateral, embora ele não rolasse, ele ainda possui critérios para se encaixar no gênero, como a poder transitar de cima para baixo em alguns níveis. Devido a grande maioria dos jogos do Atari terem sidos importados do arcade, Pitfall é um dos jogos mais longo do aparelho. O jogo também é considerado um dos principais títulos do Atari 2600, e inspiração para os demais jogos de aventura e exploração ao longo da história dos videogames, tendo sua mecânica como base para jogos como Prince of Persia.

134598-pitfall-atari-2600-screenshot-entering-the-catacomb-of-tunnels 134599-pitfall-atari-2600-screenshot-death-by-a-scorpion-if-you-don

Algumas curiosidades

  • A pontuação perfeita no jogo era de 114.000, e é obtida quando se coleta todos os tesouros sem perder nenhuma vida e sem sofrer nenhum dano.
  • Os jogadores que conseguiam acumular 20 mil pontos ou mais recebiam o patch do Explorer’s Club da Activision se enviassem pra empresa a captura de tela do jogo com a pontuação.
  • Há um Easter Egg em Call of Duty: Black Ops II, no mapa Nuketown, onde é possível jogar Pitfall! no telão ao lado de uma das casas quando aparece o letreiro da Activision.
  • Pitfall! ganhou uma série animada que ficou conhecida como “As aventuras de Pitfall Harry”.
  • Na versão do ColecoVision, havia um bug que permitia que o jogador andasse nas paredes da área inferior ao tocá-las.

 

E então, você também tinha raiva quando estava correndo e do nada abria um buraco no chão, te fazendo perder a ultima vida?

Vejo vocês na próxima!!

 


viviamVívian Kim
Estudante de Jogos Digitais e Level Designer.
“Os jogos ainda irão dominar o mundo”