HG4

Atualmente podemos entender que o Esporte Eletrônico é algo muito real em nosso país e as modalidades desse esporte vem subindo de patamar ao se tornar um formador de opinião. Podemos dizer isso devido ao fato de jogadores, narradores e pessoas relacionadas ao cenário sempre que emitem alguma opinião própria, sobre qualquer assunto, acaba gerando grandes debates entre os admiradores dos games. Contudo, por qual motivo isso tem acontecido? Por que é tão cativante?

A reposta está no começo de tudo, o E-Sport surgiu do desejo de estabelecer regras e profissionalizar o que geralmente acontecia nas casas das pessoas ou nas lan houses. Os campeonatos organizados nesses tipos de estabelecimentos aumentavam seja na participação de pessoas por evento, na qualidade dos jogadores, ou simplesmente pela valorização das premiações.

Hoje, também pelo fato de vivermos em uma época bem mais tecnologica, era evidente que as competições esportivas adaptariam uma parcela de suas mais variadas ramificações ao cenário eletrônico, e talvez pela natureza competitiva, o cenário tenha crescido tão rapidamente e constantemente.

gc_2012_p_1-1024x366

O Ceará já foi sede de algumas competições a nível nacional, em 2014 a final Regional do CBLOL (League of Legends) e o Campeonato Brasileiro de Point Blank, o qual ocorreu no Sana 14, fizeram a festa dos amantes de seus respectivos jogos e de jogadores! O que deu a entender que o público Cearense espera por tais competições
e que é um público que apoia e motiva qualquer situação relacionada a esse cenário em ascensão, e além disso, já tivemos e temos outros eventos periódicos que estão oficialmente no calendário local de competições, o Encontro Gamer realizado por nós da UCEG é a prova disso, tal como os Bar Legends da Stop Feeding e as LanPartys
produzidas pela OutPlay, isso sem falar em vários eventos no Ceará, que possuem competições voltadas para esse público.

O mercado finalmente está abrindo os olhos, e o Brasil passa por uma das melhores fases do cenário do esporte eletrônico, o que será que falta pro Ceará entrar de vez no circuito nacional?

Queremos saber de você. Comentem aí!

Autor: Matheus Costa